Por que me tornei intérprete? Na escola eu já sentia um interesse especial por línguas estrangeiras e foi com entusiasmo que aprendi não só russo, como também inglês e francês. As línguas me permitiram conhecer culturas estrangeiras que me fascinaram. Por isso, para mim já estava claro, antes mesmo da conclusão do Ensino Médio, que o que eu queria mesmo era ser intérprete. Mas o fato de eu ter estudado português e francês se deve muito mais ao acaso. Hoje me sinto bastante satisfeita com esta "decisão por acaso" e posso dizer que ambas as línguas e os países pertencentes a esses espaços linguísticos se tornaram minha paixão, da França a Moçambique, Angola e Brasil. Quais são os meus pontos fortes como profissional? Sempre fui uma pessoa curiosa! Assim, previamente aos meus trabalhos de interpretação, me preparo a fundo para cada nova área temática. Apenas quando se compreende realmente o que foi dito, pode-se reproduzir o conteúdo de modo adequado na língua-alvo. Isso vale tanto para uma interpretação relacionada ao funcionamento de uma máquina quanto às regras de futebol. Na interpretação, posso me adaptar de forma rápida ao interlocutor que interpreto e trabalho altamente concentrada. Qual experiência da minha carreira profissional me marcou particularmente? Na minha vida profissional tive a oportunidade de conhecer pessoas muito diversas e marcantes. Na verdade, não posso falar de nenhuma experiência extraordinária, mas há uma série de trabalhos que gosto de relembrar, entre os quais, o acompanhamento de um arcebispo brasileiro durante algumas semanas na Alemanha, entrevistas com os jogadores da Seleção Brasileira, interpretação para pequenos agricultores em Moçambique e em um canteiro de obras, devidamente com capacete e calçados de segurança. Cada trabalho de interpretação representa um novo desafio que sempre gosto de enfrentar!
Formação: Curso superior de tradutora-intérprete de português, francês e alemão na Universidade Humboldt de Berlim Estadias para fins de estudos e trabalho no Brasil, em Portugal, Moçambique e Angola Tradutora e intérprete juramentada de português, francês e alemão Membro: Associação Federal dos Intérpretes e Tradutores (BDÜ) Associação dos Intérpretes de Conferência (VKD) Experiência profissional / Áreas: Desde 1994, intérprete & tradutora autônoma Direito (penal e civil), política de desenvolvimento e cooperação para o desenvolvimento, esporte, turismo, indústria, engenharia civil e construção de estradas Interpretação em treinamentos técnicos (p. ex., indústria automobilística) interpretação simultânea em conferências e encontros (p. ex., política, economia e indústria) Traduções juramentadas (p. ex., documentos, contratos e certificados)

Petra Dietrich

Línguas: Alemão (A) Português (B) Francês (C)

Meu contato:

Fone: +49 30 674 52 19 Fax: +49 30 674 89 528 Celular: +49 152 05 70 50 05
Ammerseestr. 17, 12527 Berlin
4SPRACHEN1TEAM
Por que me tornei intérprete? Na escola eu já sentia um interesse especial por línguas estrangeiras e foi com entusiasmo que aprendi não só russo, como também inglês e francês. As línguas me permitiram conhecer culturas estrangeiras que me fascinaram. Por isso, para mim já estava claro, antes mesmo da conclusão do Ensino Médio, que o que eu queria mesmo era ser intérprete. Mas o fato de eu ter estudado português e francês se deve muito mais ao acaso. Hoje me sinto bastante satisfeita com esta "decisão por acaso" e posso dizer que ambas as línguas e os países pertencentes a esses espaços linguísticos se tornaram minha paixão, da França a Moçambique, Angola e Brasil. Quais são os meus pontos fortes como profissional? Sempre fui uma pessoa curiosa! Assim, previamente aos meus trabalhos de interpretação, me preparo a fundo para cada nova área temática. Apenas quando se compreende realmente o que foi dito, pode-se reproduzir o conteúdo de modo adequado na língua-alvo. Isso vale tanto para uma interpretação relacionada ao funcionamento de uma máquina quanto às regras de futebol. Na interpretação, posso me adaptar de forma rápida ao interlocutor que interpreto e trabalho altamente concentrada. Qual experiência da minha carreira profissional me marcou particularmente? Na minha vida profissional tive a oportunidade de conhecer pessoas muito diversas e marcantes. Na verdade, não posso falar de nenhuma experiência extraordinária, mas há uma série de trabalhos que gosto de relembrar, entre os quais, o acompanhamento de um arcebispo brasileiro durante algumas semanas na Alemanha, entrevistas com os jogadores da Seleção Brasileira, interpretação para pequenos agricultores em Moçambique e em um canteiro de obras, devidamente com capacete e calçados de segurança. Cada trabalho de interpretação representa um novo desafio que sempre gosto de enfrentar!
4SPRACHEN1TEAM
Formação: Curso superior de tradutora-intérprete de português, francês e alemão na Universidade Humboldt de Berlim Estadias para fins de estudos e trabalho no Brasil, em Portugal, Moçambique e Angola Tradutora e intérprete juramentada de português, francês e alemão Membro: Associação Federal dos Intérpretes e Tradutores (BDÜ) Associação dos Intérpretes de Conferência (VKD) Experiência profissional / Áreas: Desde 1994, intérprete & tradutora autônoma Direito (penal e civil), política de desenvolvimento e cooperação para o desenvolvimento, esporte, turismo, indústria, engenharia civil e construção de estradas Interpretação em treinamentos técnicos (p. ex., indústria automobilística) interpretação simultânea em conferências e encontros (p. ex., política, economia e indústria) Traduções juramentadas (p. ex., documentos, contratos e certificados)

Petra Dietrich

Línguas: Alemão (A)

Português (B) Francês (C)

www.petradietrich.de
kontakt@petradietrich.de

Meu contato:

Fone: +49 30 674 52 19 Fax: +49 30 674 89 528 Celular: +49 152 05 70 50 05
Ammerseestr. 17, 12527 Berlin
FR
EN
IT
PT